Quando a maioria das pessoas pensam em montar um negócio, elas recebem os tradicionais conselhos: monte um plano de negócios, analise o mercado, estude competidores, busque investimentos. Jason Fried desafia a sabedoria convencional. Rework traz uma abordagem simples, prática e rápida para que você seja bem sucedido nos negócios. A verdade é que atualmente, você precisa de muito menos do que você imagina para realizar seu sonho de empreender. Todos os conselhos tradicionais acabaram se tornando obsoletos e se você não começa um negócio por algum dos motivos acima, isso é apenas uma desculpa para não empreender. A única coisa que você realmente precisa fazer é parar de falar e meter as mãos na massa. Quer montar um negócio? Em tecnologia? Se a resposta é sim, este livro é fantástico e você não pode perder. Vamos nessa?

Veja o trailler sobre o livro

Ignore o mundo e a sabedoria convencional

Montar uma empresa é desafiador e isso você já sabe. O segredo é começar pequeno e ser rápido. Isso fará com que você tenha que desafiar a sabedoria convencional, afinal, a maioria das pessoas vão dizer a você que começar algo novo é loucura e que é melhor que as coisas continuem como estão. As pessoas no mundo real estão sempre cheias de pessimismo e muitas vezes não estão prontas para mudanças. Não faça do fato de o mundo discordar de você, uma desculpa para não tentar. Você também vai ouvir que você deve aprender dos seus erros e dos erros de outras pessoas. Não acredite nisso. Uma pesquisa da Universidade de Harvard provou que o sucesso atrai mais sucesso. Para empreendedores que já tinham falhado antes, em sua segunda empreitada, eles tinham a mesma taxa de falhas que empreendedores de primeira viagem. Por isso é importante não ter medo e investir em algo que você acredita. Você também não precisa seguir o conselho de fazer um plano de negócios. Planejar e adivinhar tendem a ter o mesmo resultado prático. Você vai precisar meter a mão na massa se quer começar da forma certa.

Não se torne um workaholic

Se você começar pequeno, precisará de menos tempo e recursos do que imagina. O primeiro passo é definir o quanto você realmente quer investir trabalhando em sua ideia e a resposta é nunca investir demais. Nem do seu tempo, nem dos seus recursos. Um erro muito comum é se inundar de dívidas de cartões de crédito e colocar semanas intermináveis de esforço numa nova empresa. Além disso, buscar investimentos externos também pode ser um problema, já que você irá diluir sua participação no negócio e gastar muito tempo correndo atrás de investidores. Você precisa dar pequenos e constantes passos. Não se torne um workaholic, quando você trabalha demais, torna-se menos efetivo. O workaholic não é um herói e eles nunca salvam o dia. O herói verdadeiro é o cara que encontra o jeito mais rápido e fácil de fazer as coisas e chega em casa cedo. Porém, você também não pode se deixar levar pela ideia de que, por trabalhar muito, não tem tempo de tentar algo novo. Quando você realmente quer fazer algo, consegue criar o tempo, independente de seus compromissos.

Chegando à ideia certa

Na maioria das vezes, para começar uma empresa, tudo que você precisa é um computador e uma ideia e todos os seus esforços devem estar canalizados para a ideia central, o motivo pelo qual seu negócio irá funcionar. A ideia central da Amazon não é apenas os livros em si, mas também o transporte rápido, preços acessíveis e uma grande seleção, coisas pelas quais as pessoas sempre irão querer pagar. Se você tem uma ideia central forte, mãos a obra, é hora de começar. Quando a empresa de Jason lançou seu primeiro produto, eles não tinham nem um software para cobrar os clientes. Sentindo o sucesso inicial do produto, eles tiveram 30 dias para colocar no ar um sistema de cobranças.

Faça o que você gosta

Para ter sucesso, você precisa ter a dedicação que sua empresa precisa. E como ela vai precisar muito de você, é preciso que você faça algo que realmente gosta e acredita. A gestão de uma empresa deve ser baseada no comprometimento e na paixão e isso atrai seguidores e clientes felizes. E se você montou uma empresa e quer atrair pessoas com objetivos similares, uma das melhores dicas de Jason é se posicionar como um inimigo de um concorrente estabelecido. Se as pessoas estão descontentes com uma empresa por algum motivo, posicione-se como a antítese daquela empresa e estas pessoas vão querer fazer negócios com você. Ser a alternativa inimiga cria um posicionamento forte e se apoia no que as pessoas já conhecem e não gostam. Porém, é importante se posicionar como uma alternativa à concorrência, mas nunca deixar que eles ditem o que sua empresa precisa fazer. Foque no que você está fazendo e está funcionado e ignore todo o resto. Para fazer um bom trabalho, você precisa sentir que está fazendo a diferença. Não espere que alguém faça a mudança que você espera. Faça você mesmo. E se você se decidiu fazer algo, faça algo que realmente importa.

Porque crescer?

Quando você começa um negócio, muitas vezes sofre pressão para crescê-lo rapidamente. Mas para cada negócio existe um tamanho ideal, não importa se ele é 5, 50 ou 500 funcionários. Faça algo com o qual você se sinta bem e cresça devagar. Além disso, se você cresce rápido e precisa reduzir de tamanho depois, a moral e confiança do seu time no negócio ficam abaladas. Grandes empresas gostariam de ser ágeis como as pequenas e não há nada errado em ser uma pequena empresa. Se seu negócio é lucrativo e sustentável, você já deveria se orgulhar.

Crie um produto que você gostaria de usar

Se você tiver sucesso, as pessoas vão tentar copiar você. Por isso você precisa criar algo único, impossível de ser copiado, baseado naquilo que só você sabe. Jason Fried cita o exemplo da Zappos. A empresa vende sapatos e existem outras milhares de empresas que fazem o mesmo. Porém sua cultura é tão centrada no cliente que isso torna impossível de copiar o jeito Zappos de ser e os consumidores sabem disso. O melhor jeito de fazer isso é criar algo que você gostaria de usar e que resolva um problema que você tem. Quando você faz algo que precisa, sabe se a qualidade e a velocidade estão legais. Você não precisa perguntar aos outros se aquilo está realmente bom. Muitas empresas entregam produtos ruins, padronizados e que não surpreendem os clientes. Para ter sucesso, você precisa criar um produto que é melhor do que o anunciado. Ele precisa ser simples, fácil de usar e viciante. Outro ponto interessante é que, se seu produto é único, você não precisa ter medo de compartilhar seus conhecimentos e seus aprendizados na jornada. Enquanto as grandes empresas tendem a prezar por manter tudo em segredo, compartilhar seu conhecimento pode ser um diferencial que influencia diretamente na escolha do cliente.

Comece um negócio, não uma startup

Todas as empresas são governadas pela mesma ideia. Chegam as receitas, saem os gastos e para continuar rodando você precisa ter dinheiro no caixa, ou seja, lucros. Por isso é preciso que você planeje seus lucros desde o primeiro dia. Nunca deixe esta decisão para depois. Muitas startups começam sem uma ideia de como ganhar dinheiro e acabam morrendo na praia. Outro ponto importante onde um negócio é diferente de uma startup é não construir um negócio apenas para vendê-lo e ganhar dinheiro rápido. Você precisa de comprometimento e não de uma estratégia de saída para fazer um negócio real. Se você tem algo bom, continue executando. Porque vendê-lo?

Faça meio produto ótimo e não um produto completo fraco

Quando você tiver problemas com o seu produto, considere cortar recursos. Se você quer fazer algo grande, você precisa deixar de lado tudo que não é ótimo. Se a sua concorrência oferece mais funcionalidades, não tente copiá-los, ofereça menos recursos e foque em ter um produto mais simples e mais fácil de usar. Manter o seu produto ou serviço simples não é fácil e quando você tiver milhares de clientes, a todo tempo aparecerão novas ideias de funcionalidades. Elas nunca devem ser aceitas de imediato, sempre é preciso entender se elas realmente contribuem para a criação de um produto melhor, sem perder sua simplicidade. De imediato, diga não até mesmo às ideias que parecem boas. Se a funcionalidade é verdadeiramente importante, pedidos de implementação chegarão com tanta frequência de seus clientes que eventualmente você terá que criá-la.

Tome decisões e seja um curador

Para ter progresso, é preciso ser rápido e decidido. Você precisa substituir o “vamos pensar sobre isso” por “vamos fazer”. É importante se forçar a constantemente tomar decisões e nunca aguardar pela solução perfeita. Projetos longos e decisões adiadas desmotivam sua equipe e causam desconforto nos clientes. Quanto mais tempo se demora para criar algo, é menos provável que ele realmente seja lançado. Faça pequenos progressos constantes. Na sua empresa, você é um curador e tem que escolher o que entra e o que fica de fora. O mais importante, apesar de não ser instintivo, é o que fica de fora. Por isso é importante focar no essencial. Nunca tenha medo de cortar. Você sempre pode adicionar coisas no futuro, caso necessário.

Foque no que não muda

Não seja uma empresa em busca da próxima grande moda. Seu negócio deve ser construído ao redor de coisas que nunca mudam e você deve investir nelas. Quando você foca no definitivo, nas coisas que não mudam, você nunca sai de moda. Por isso, você nunca deve se apegar às suas ferramentas, tecnologias, truques, escritórios cheios de mobília luxuosa. Foque no que importa para atrair clientes e ter lucros. Você não é uma grande empresa. Faça marketing do seu jeito. Você deve ser autêntico no seu marketing e nunca emular as grandes empresas. Empresas pequenas que tentam parecer grandes a todo custo ficam parecendo piadas e não são levadas à sério. Não há problema em parecer pequeno, por isso você deve falar com seus clientes como você fala com seus amigos. Comunique-se de maneira franca, direta e evite os jargões que o mercado utiliza. Além disso, publicidade tradicional é uma maneira muito cara de se conectar com os clientes. Construa uma audiência através do compartilhamento de conteúdos úteis e relevantes para seus clientes. Crie uma comunidade de pessoas que se interessam genuinamente por você e os negócios irão bem.

Crie um ambiente de comunicação honesta e transparente

Para ter sucesso, você precisa de funcionários que são capazes de gerenciar a si mesmos. Este tipo de profissional só tem sucesso em ambientes de trabalho onde existe confiança, responsabilidade e autonomia. Avalie sempre se sua empresa é direta na comunicação. Você não pode ser prolixo ou irrelevante e sim se comunicar claramente sempre. Não fomente uma cultura de excesso de reuniões, onde as pessoas só trazem problemas. Crie um ambiente onde as pessoas trazem soluções reais para os problemas e as críticas e feedbacks são totalmente transparentes. Você precisa de uma comunicação franca e honesta dentro de sua equipe para que ideias ruins sejam criticadas quando devam ser. Além disso, existem certas palavras que devem ser evitadas no trabalho em equipe. Coisas como: “Não posso falar agora”, “Preciso disso para amanhã” ou “Isso é fácil!”. Palavras como ‘não posso’, ‘preciso’ e ‘fácil’ destroem rapidamente qualquer esperança de uma discussão frutífera. Além disso, nunca peça algo “o mais rápido possível”.

Reuniões e interrupções são tóxicos

A interrupção constante e um alto volume de reuniões são altamente prejudiciais ao sucesso de um negócio. Eles reduzem sua velocidade e te impedem de crescer. Por isso, é preciso que você lute contra elas a todo tempo. Crie seus momentos de trabalho, onde você não pode ser interrompido. Uma reunião não é sinônimo de colaboração. Quando 5 pessoas se reunem por 1 hora, você desperdiça 5 horas de produtividade. Se você vai ter reuniões, defina suas regras, duração e agenda de antemão. Convide sempre o menor número de pessoas, comece pelo problema específico e foque nele. Sempre finalize as reuniões com uma solução e uma decisão.

Contrate pessoas quando for absolutamente necessário

Quando você contrata alguém, isso deve ser apenas para resolver um problema pontual que está causando à sua empresa um imenso inconveniente. Manter a sua equipe enxuta pelo maior tempo possível vai forçá-la a adotar práticas de economia de tempo e aumentar sua eficiência. Por outro lado, a contratação de pessoas desnecessárias, não importando o quanto sejam competentes, só vai levar à frustração e à criação de trabalho artificial para mantê-las ocupadas. Quando chegar a hora de trazer novos talentos para a equipe, você pode e deve buscar um talento, mas uma boa dica de Jason Fried é se abrir para a possibilidade de trabalho remoto. Se você está disposto a contratar funcionários de qualquer lugar do mundo, sempre será capaz de encontrar mais pessoas capazes que as da sua cidade. Quase todos podem trabalhar on-line nos dias de hoje, portanto, a localização de seus funcionários já não importa tanto quanto antes. Outro ponto importante é quando for contratar, ignorar a sabedoria tradicional. Curriculums, análise de notas acadêmicas e experiência costumam ser superestimados. Confie em seus instintos e se concentre no que o candidato é capaz de aprender e em suas conquistas anteriores.

Inspiração não dura para sempre

Todos nós temos ideias e elas virão para sempre, mas sua inspiração é uma energia finita. Se você está inspirado numa sexta-feira, mergulhe na sua produtividade e faça acontecer. Você consegue muito mais em pouco tempo quando está inspirado, então se a inspiração aparece, use-a e coloque-a em ação.

Notas Finais

Iniciar e gerir uma empresa é muito mais fácil hoje do que no passado. Para construir um negócio bem sucedido, você deve injetar sua própria singularidade em seu produto e abraçar os benefícios de ser pequeno. Construa um excelente ambiente de trabalho, enfatizando a confiança, independência e foco.


Diego X.
Diego X.

Digital Marketer, Expert em NeuroMarketing e Marketing de Conversões, Trainer Master Coach, PNL Practitioner e Excelência Humana.